domingo, 8 de agosto de 2010

O Melhor da Poesia Portuguesa

está afinal na letra destas canções. Quem não a conhecia, tem aqui uma boa oportunidade de se inteirar do que de melhor se escreve nos tempos que correm. Foi pena não ir a tempo da antologia que Jorge Reis-Sá e Rui Lage organizaram para a Porto Editora... Mas quando se fizer segunda edição, pode sempre aumentar-se a selecção, e estou certo de que o autor destas canções será o primeiro da lista. Ora ouçam com atenção:


Cacetete (Mulher Polícia)

A Tal Viúva

6 comentários:

sleeping beauty disse...

Ai-ai, Black-Hole, o sol de VERANO esturricou esses miolos. Confundir POESIA, com PIMBALHADA. MULHERES VIÚVAS E CACETETES??? MY GOD!! Antologia de Poesia !!!
Depois de existirem tantas SEXY SHOPS, até na provincia e em Braga, de certeza...
Agora se tu me disseres que as letras destas canções podem lembrar-te por mero acaso...a poesia do Casimiro de Brito, isso talvez concorde. Aliás existem nomes de sex shop que são deliciosas: Pérola do Prazer, Fruto Proibido, Loja Escaldante. Títulos que poderiam iniciar alguns poemas do Casimiro. Neste ponto, sem ser o ponto G, ESTAMOS DE ACORDO...

Supermassive Black-Hole disse...

Não é raro que a poesia moderna seja rejeitada pelos seus contemporâneos... Se bem que agora que falas, é muito possível que até tenha sido o próprio Casimiro a escrever as letras... Poderiam figurar do "Livro de Eros", que já vai no seu 5687654º volume.
E quanto a mulheres viúvas e cacetetes, é a prova provada de que a poesia está na rua...

sleeping beauty disse...

pois é, claro, clarinho. A poesia está na rua. Se está...Pim
(...)

O Dantas pesca tanto de poesia que até faz sonetos com ligas de duquesas!

O Dantas é um habilidoso!

O Dantas veste-se mal!

O Dantas usa ceroulas de malha!

O Dantas especula e inocula os concubinos!

O Dantas é Dantas!

O Dantas é Júlio!

Morra o Dantas, morra! Pim!
(...)

manifesto anti-dantas do Almada Negreiros

Supermassive Black-Hole disse...

Pois é, pois. Mas gostava que me indicasses um poeta que escreva versos desta mestria:

"Mas lá pela noite dentro
Até ficou atrapalhado
Ao lembrar-se dos outros sete
Que já estão do outro lado"

E até rima, vê lá tu!

sleeping beauty disse...

Sinto-me ignorante pois não reconheço esta rima.
Será do Bocage?
lembra-me este ritmo:
"Eu sou o Bocage
E venho do Nicola
E vou para o outro mundo
Se disparares essa pistola"
Tens de revelar a tua rima secreta. Fiquei curiosa.

Supermassive Black-Hole disse...

A rima que citei é da canção "A Tal Viúva"... E há outras citações do género. Repara nesta que é da outra canção:

"Agora sou, sou mulher polícia
E comigo já ninguém se mete
Se alguém vier p´ra cá com malícias
A pedir carícias
Agarro no cacetete...
No cacetete... No cacetete..."

Quem dera ao Bocage!