segunda-feira, 2 de julho de 2007

Lídia Jorge: Marido e Outros Contos

8 AQUECIMENTOS



"Marido e Outros Contos" foi a primeira colectânea de contos publicada de Lídia Jorge, no já lonínquo ano de 1997. São oito contos, incluindo "A Instrumentalina", um excelente conto que teve direito a uma publicação só para si, pela Dom Quixote, no ano de 1992.
Ler estas pequenas ficções é importante por uma razão muito simples: nelas, apesar de não estar presente a complexidade tão característica dos seus romances, está presente a forma de escrever, as simbologias, a gradiosidade, a sensão de que a escrita é mergulhada em éter... tudo isso está aqui, em todos e cada um destes contos.
"Marido", logo o primeiro de todos, e o que dá título ao livro, é um bom exemplo disso mesmo: Lídia conduz-nos pela história de uma fórma tão etérea, tão natural, que, quando ela tem o desfecho surpreendente que tem, somos completamente apanhados de surpresa, ficamos com o coração aos saltos...
Merecedores de destaque são também "O Conto do Nadador", "António" ou "A Prova dos Pássaros". O primeiro (Que é o segundo.) é um conto típico da capacidade de Lídia Jorge de tomar uma coisa pequena e fazer dela enorme, sem perder coerência. Quanto a "António" já não tem a ver com isso, mas sim com a descrição de uma situação simples, mas muito interessante, que Lídia Jorge conduz com mestria, como é seu hábito, até chegar á explicação que toda a gente procura. O último segue também essa linha, mas acaba por funcionar, primeiramente, como uma crónica, um retrato perfeito daqueles comportamentos em específico, e só depois de torna um conto.
Assinalável. Um aquecimento interessante para depois entrar a matar nos romances.
«Portugal pode contar entre os seus cidadãos três dos principais romancistas actuais. O Nobel José Saramago é um, e o modernista António Lobo Antunes é outro. Lídia Jorge deverá também ser incluída. Ela escreve com uma esplêndida economia de palavras e uma beleza premente. » escreveu-se, a propósito de "O Vale da Paixão" no INQUIRER de Filadélfia. E quem tem dúvidas nem precisa de fazer muito mais do que ler um destes contos, para ter a certeza...





Veredicto Final_ 18/20

1 comentário:

Rodrigo disse...

Oi, achei teu blog pelo google tá bem interessante gostei desse post. Quando der dá uma passada pelo meu blog, é sobre camisetas personalizadas, mostra passo a passo como criar uma camiseta personalizada bem maneira. Até mais.