quarta-feira, 13 de agosto de 2008

Passagem pelo Sudoeste 2 (apontamento)

Brilhante instalação/happening/performance em pleno Festival do Sudoeste. Uma plataforma de banhos transparentes. À entrada, um rapaz recebe o mulheru ou o homeru com um olhar sorumbático. Estes entram, pisando um tapete rolante. Primeiro molham-se, depois uma menina ou duas meninas seringam-nos com gel de banho, molham-se de novo, secam, e saem com um cartão enorme que diz ENROLA-TE COMIGO.
Enquanto isto, três sapos gigantes passeiam e falam com as pessoas.
Influências claras de Robert Mapplethorpe pelo erotismo de todos os envolvidos; de David Lynch e Louise Bourgeois na naturalidade com que sapos e pessoas conversam. Brilhante.

1 comentário:

sleeping beauty disse...

Eu acrescentaria "Alice no País das Maravilhas" ou então cenas de um filme erótico com o título "A Bela Adormecida Vai Acordar". A razão é simples: Para mim, cenas que mostram sapos, tem sempre algo de filme infantil ou no caso de tantos corpos a banharem-se, remete mais para cenas eróticas...com os sapos à mistura.
Impingiram-me desde pequena, a história de que os sapos eram princípes encantados. Talvez alguns se tenham transformado com a força da água, aí no festival. Viste algum transformado? ou transtornado??
A análise que fizeste foi interessante.