quinta-feira, 29 de maio de 2008

Manisfesto Anti- Auto-estradas

Detesto auto-estradas. Muito sinceramente, só lhes vejo uma piada: deixam-nos a sós.
Em tudo o resto, as auto-estradas são um dos piores conceitos da idade contemporânea, e acho que deviam acabar com elas.
O verdadeiro prazer de uma viagem consiste, essencialmente, pelo conhecimento que nunca chega a sê-lo, dos não-lugares pelos quais passamos a caminho dos locais para onde nos deslocamos. É muito melhor ir para um lugar qualquer e pelo caminho passar pelo meio das vilas e das pequenas cidades, ver as ruas, os cafés, as pessoas, do que andar pelo meio do deserto interior onde tudo são árvores e mais árvores.
A auto-estrada é mais rápida. Mas na auto-estrada vemos a belíssima luz dos candeeiros de rua a incidir nas fachadas das casas? Vemos as pessoas a passear, compenetradas na sua vida? Não vemos. E isso não tem piada nenhuma.

2 comentários:

RVCA disse...

Concordo :)

Mas a única que gosto é a A8 sentido norte. É sinal que estou a ir para casa, para o meu mar de Santa Cruz, para o meu cantinho. Aí a rapidez duma auto-estrada é bem vinda! O que me aborrece nas auto-estradas é a monotonia... a mesma recta em largos kms... sempre a mesma mudança...
Mas continuo a falar da A8! Asseguro-te que nesta nao pregas olho... É tortuosa e complicada, tens de estar atento. E acabas por ver coisas bonitas pelo caminho :)

Supermassive Black-Hole disse...

algumas são engraçadas. mas prefiro as outras no matter what